Segunda-feira, 1 de Dezembro de 2008

"Congresso" do PCP - o sonho

Gostei de assistir à mudança da praxis do PCP. Jerónimo de Sousa revolucionou o partido tornando-o mais aberto ao confronto de ideias e ao posicionamento politico no quadro politico nacional.

Gostei da eleição de Jerónimo, com a escolha pessoal de uma equipa renovada e agregadora de todas as tendências do partido.

Gostei do fim das nomeações do Comité Central.

Gostei de ouvir os diferenças de opiniões de Octávio Teixeira, de Edgar Correia, da Luísa Mesquita e de muitos que durante anos foram afastados pela divergência de opinião.

Pela primeira vez gostei do PCP.

Jerónimo modernizou o partido. Colocou-o na vanguarda do futuro. Modernizou-o, transformou-o, abriu-o a todos.

 

De repente acordei! Percebi que estava a ter um sonho.

 

Liguei a televisão, li os jornais e percebi que voltara ao pesadelo. Ao pesadelo de um PCP caduco, redondo e vazio. Um partido que, a continuar assim, é cada vez mais dispensável à democracia.

 

Vou voltar a dormir.

publicado por Sérgio de Azevedo às 14:47
link do post | comentar | favorito
|
1 comentário:
De Maquiavel a 2 de Dezembro de 2008 às 10:51
Pois, indispensável para ti é o binómio da incompetência e compadrio PS-PSD, que continuará a levar-nos para estar abaixo da Albänia. Vergonha!

Vai dormir, vai, que o teu mal é sono.

Comentar post

.Autor

.pesquisar

 

.posts recentes

. Temporariamente aqui!

. Ausência II

. Ausência

. A hibernação chegou ao fi...

. Excitações

. Em nome da transparência

. Não resisto a perguntar

. Gripes, baixas, birras, a...

. Constatações

. Sinais

.arquivos

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

    follow me on Twitter
    botão amigos
    Twingly BlogRank

    .subscrever feeds