Sexta-feira, 23 de Janeiro de 2009

Pergunta indiscreta

Não querendo lançar insinuações nem desrespeito sobre ninguém, pergunto o seguinte:

 

Como seria a reacção geral mediática se isto fosse um caso que ligasse um familiar do  Primeiro Ministro Santana Lopes ao processo, um famoso escritório de advogados com associados próximos do PSD e ainda, imagine-se que havia a suspeita de atitudes menos claras de um antigo Ministro de Durão Barroso num negócio?

 

Imaginemos que o Governo em vez de PS era PSD? Imaginemos que as suspeitas recaiam sobre personalidades do PSD e não do PS?

 

Será que o silêncio era este? Não se tinha já exigido explicações sobre o assunto? Será que reinava o medo na comunicação social em pedir explicações?

 

Será?

publicado por Sérgio de Azevedo às 10:09
link do post | comentar | favorito
|

.Autor

.pesquisar

 

.posts recentes

. Temporariamente aqui!

. Ausência II

. Ausência

. A hibernação chegou ao fi...

. Excitações

. Em nome da transparência

. Não resisto a perguntar

. Gripes, baixas, birras, a...

. Constatações

. Sinais

.arquivos

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

    follow me on Twitter
    botão amigos
    Twingly BlogRank

    .subscrever feeds