Quinta-feira, 27 de Novembro de 2008

Quem não chora, não mama

"É cada vez mais necessário que o país se afaste da Republica do Bloco Central". Esta é a grande ideia do documento que Paulo Portas apresentará ao próximo Congresso do CDS.

 

Ainda estou para ver quem viabilizará as propostas do PS, sem maioria, na próxima legislatura, ou quem se porá em "biquinhos" (passo a expressão) para uma coligação com o PSD, caso este ganhe as eleições.

 

Todos percebemos Portas. É o velho sindroma do "Quem não chora, não mama". Por isso, Portas chora.

publicado por Sérgio de Azevedo às 10:07
link do post | comentar | favorito
|

.Autor

.pesquisar

 

.posts recentes

. Temporariamente aqui!

. Ausência II

. Ausência

. A hibernação chegou ao fi...

. Excitações

. Em nome da transparência

. Não resisto a perguntar

. Gripes, baixas, birras, a...

. Constatações

. Sinais

.arquivos

. Agosto 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Março 2009

. Fevereiro 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

.tags

. todas as tags

.links

    follow me on Twitter
    botão amigos
    Twingly BlogRank

    .subscrever feeds